PDF Imprimir E-mail

V Seminário de Arquivologia - UFMG
"Pesquisa no campo arquivístico"


de 4 a 8 de novembro de 2013
Escola de Ciência da Informação - UFMG
Belo Horizonte-MG

 

Palestrantes e minicursistas

 

Adalson de Oliveira Nascimento

Graduado em história e doutor em história da educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, professor da Escola de Ciência da Informação da UFMG.

 


Alejandro Delgado-Gómez

Alejandro Delgado-Gómez trabaja como archivero para el Ayuntamiento de Cartagena y es consultor independiente y profesor asociado de la compañía de desarrollo de software OdiloTID. Además, es co-director y profesor del Área de Gestión de la Información y Archivística de la Fundación Asmoz. Alejandro es miembro de la Comisión de Normas Españolas de Descripción Archivística y del Grupo de Trabajo de Desarrollo del Esquema Nacional de Interoperabilidad, habiendo redactado alguna de sus Normas Técnicas de Interoperabilidad y el Esquema Nacional de Metadatos para la Gestión de Documentos Electrónicos. También es investigador del Team América Latina del Proyecto InterPARES Trust, del que ha sido traductor, colaborador y observador invitado en sus tres anteriores fases. También es investigador afiliado del Center for Information as Evidence (UCLA) e investigador asociado del Centre for Organisational and Social Informatics (Monash University). Miembro de los comités científicos de Ibersid, Scire, Tabula y Anales de Documentación. Anteriormente, miembro del TC50/SC1, Gestión de documentos y aplicaciones, de AENOR, y experto del TC46/SC11, Archives and Records Management, de la Organización Internacional de Normalización (ISO). Alejandro ha colaborado en proyectos de ARMA International y la Society of American Archivists, y ha sido Presidente de ANABAD Región de Murcia. También ha editado colección Tendencias y la revista Archives & Social Studies: A Journal of Interdisciplinary Research. Alejandro imparte clase también para numerosas organizaciones públicas y privadas. Ha publicado y disertado ampliamente sobre gestión de documentos y archivos, bibliotecas y crítica de la cultura, tanto en España como en el extranjero (México, Colombia, Cuba, Reino Unido, Luxemburgo, Portugal, Eslovenia, etc…). Entre sus escritos destaca El centro y la equis: una introducción a la descripción archivística contemporánea, Los archivos como construcción social, Archivar en la nube: las reglas de producción del documento contemporáneo, Documentos y poder: órdenes del discurso o El archivero electrónico en el País de Nunca Jamás. Ha traducido numerosos textos de archivística para diferentes organizaciones y ha formado parte de diversos comités científicos para congresos.

 


Alessandro Ferreira Costa

Possui graduação em artes com habilitação em cinema pela Escola de Belas Artes (EBA) da Universidade Federal de Minas Gerais (1997), mestrado em artes visuais pela EBA/UFMG (2001) e doutorado em ciência da informação pela Escola de Ciência da Informação (ECI) da UFMG (2007), onde ocupa o cargo de professor adjunto II junto ao departamento de teoria e gestão da informação. Há mais de uma década atua no ensino superior, notadamente, nos cursos de comunicação, arte, design e, mais recentemente, arquivologia e biblioteconomia. Em suas práticas pedagógicas e no ofício da pesquisa, busca convergir os fundamentos teóricos e metodológicos de todos esses campos do conhecimento de maneira a intensificar a compreensão multidisciplinar do conceito de informação e documento e o necessário planejamento de ações de gestão que garantam acesso e guarda eficientes de acervos documentais, em especial, arquivos pessoais.

 


Carlos Alberto Ávila Araújo

Professor adjunto da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (ECI/UFMG). Pós-doutor pela Universidade do Porto (2011), doutor em Ciência da Informação (2005), mestre em Comunicação Social (2000) e graduado em Jornalismo (1996) pela UFMG. Editor adjunto do periódico Perspectivas em Ciência da Informação e membro da diretoria da Associação Brasileira de Ensino em Ciência da Informação (Abecin).

 

 

Demilson Malta Vigiano

Conservador e restaurador de papéis; mestrado defendido em conservação de papéis ácidos na Escola de Belas Artes / UFMG; participação no curso Science in the Conservation of Archival Collections, promovido pelo ICCROM – International Centre for the Study of the Preservation and Restoration of Cultural Property, FUNARTE e Arquivo Nacional. Restaurador de documentos sobre papel no Arquivo Público Mineiro por nove anos. Atuou como professor da disciplina “Conservação e Restauração de Papéis” na FAOP – Fundação de Arte de Ouro Preto e da disciplina “Princípios de Conservação e Restauro na Escola Guignard / UEMG. Atualmente é conservador restaurador de papéis no Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte – APCBH e professor da disciplina “Metodologia Científica” em curso de pós graduação do INAP – Instituto de Arte e Projeto

 


Gilvan Rodrigues dos Santos

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001). Tem experiência na área de História, Museus e Aquivos, atuando principalmente nos seguintes temas: processamento técnico de acervos museológicos e arquivísticos, exposições, pesquisa histórica e digitalização de acervos. Coordena o Centro de Referência Audiovisual - CRAV.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3075594870648141

Heloísa Liberalli Bellotto

Heloísa Liberalli Bellotto é licenciada e doutora em História (USP, SP), bacharel em Biblioteconomia (FESP, SP) e especializou-se em Arquivologia no exterior (Organización y Administración de Archivos, Escuela de Documentalistas, Espanha; Stage International Technique, Archives Nationales, França e Modern Archives Institute, National Archives, Estados Unidos). Na USP, de onde é aposentada, foi pesquisadora do Instituto de Estudos Brasileiros, onde coordenou e lecionou no Curso de Especialização em Organização de Arquivos e foi professora da Escola de Comunicações e Artes. Atualmente é professora do Curso de Pós-Graduação em História Social da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, tendo sido professora da Maestría Anual en Gestión de Documentos y Administración de Archivos da Universidad Internacional de Andalucía (Espanha). Foi assessora do Sistema de Arquivos do Estado de São Paulo (SAESP) e do Sistema de Arquivos da USP (SAUSP), e consultora do Projeto Resgate do Ministério da Cultura do Brasil, atuando na descrição dos documentos do Arquivo Histórico Ultramarino, em Lisboa, Portugal. Foi professora do curso de História da UNESP (Campus de Assis, SP) e professora visitante dos cursos de Arquivologia da UnB (Brasília), da UNI-RIO (Rio de Janeiro) e da Universidade Clássica de Lisboa (Portugal). Tem dado cursos e conferências e comparecido a congressos em países da América do Sul, África e Europa. É autora de livros e artigos nas áreas de História e de Arquivologia e tem assessorado projetos de organização arquivística em todo o país.

(CANCELADO)

 


Juliana Moreira Pìnto

Graduada em Biblioteconomia pela Escola de Biblioteconomia da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (1985). Especialista em Gestão Estratégica da Informação pela Escola de Ciência da Informação da UFMG (2007). Mestre em Ciência da Informação pela Escola de Ciência da Informação da UFMG (2013). Bibliotecária da Faculdade de Direito da UFMG onde atua no Setor de Catalogação e ministra treinamentos e cursos sobre Bases de Dados Jurídicas e o Portal de Periódicos da CAPES.

 


Maria de Fátima Pinto Coelho

Bacharel em Biblioteconomia (1985) pela Escola de Biblioteconomia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Especialista em Gestão Estratégica da Informação (2007) e Mestre em Ciência da Informação (2013) pela Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (ECI/UFMG). Tem experiência em reestruturação e administração de bibliotecas e foi coordenadora técnica nacional do Sistema Brasileiro de Documentação e Informação Desportiva – SIBRADID (2003). Integra vários grupos de estudos e comissões na UFMG. Exerce a coordenação da “Comissão Temporária para Avaliar Reposição e Ampliação do Acervo Bibliográfico dos Cursos de Graduação da UFMG” (2006), da “Comissão de Estudo do Acervo Bibliográfico do Sistema de Bibliotecas da UFMG (2010)” e do “Grupo de Estudos – Módulo Planejamento e Administração da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFMG” (2006). Atualmente é bibliotecária da Faculdade de Direito/UFMG e atua em Ciência da Informação com ênfase em Biblioteconomia nos temas: Portal de Periódicos da CAPES; patentes; capacitação de usuários e bibliotecários no uso de fontes de informação para pesquisa científica; Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFMG; tratamento técnico da informação.

 

 

Maria Lúcia de Souza Duarte

Possui Graduação em Ciências Biológicas - Licenciatura Plena - Faculdades Metodistas Integradas Izabela Hendrix - 1993. Possui Curso Restauro de Documentação Gráfica - Associação Brasileira de Encadernação e Restauro - ABER - 1995. Possui Curso de Conservação e Restauração de Papel -Centro de Extensão da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais- 1988. É Chefe da Divisão de Conservação e Reprodução de Documentos do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte. Foi Coordenadora do setor de conservação dos documentos do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte, período: junho/2006 a janeiro/2009. Contrato: FUNDEP - Fundação de Desenvolvimento à Pesquisa.

 


Marília de Abreu Martins de Paiva

Doutoranda em Ciência da Informação pela Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais, onde cursou a graduação em Biblioteconomia (2004) e Mestrado em Ciência da Informação (2008). Atualmente é professora assistente da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais, atuando no Departamento de Organização e Tratamento da Informação, ministrando disciplinas paras os cursos de graduação de Arquivologia e Biblioteconomia. Suas áreas de interesse são: políticas públicas de informação para arquivos e bibliotecas; comunicação científica.

 


Pedro Guerra

Gerente de projetos, com 14 anos de experiência profissional e atualmente trabalhando como gerente de transição em BPO. Diretor na VP de BPM e ECM da SUCESU-MG, pós-graduado em Gestão de projetos pelo IETEC, graduado em Administração com ênfase em Sistemas de Informação e graduando em Engenharia de Civil, pelo Centro Universitário UNA, além de técnico em Eletrônica Industrial pelo CEFET-MG. Nos últimos anos, venho atuando na especificação implantação de sistemas para projetos de CapEx, nas áreas de materiais, planejamento, custos (estimativa e controle), engenharia, saúde e segurança e meio ambiente. Implantei soluções GED em projetos de grande porte da Vale, participando efetivamente da especificação do GED Engenharia.

 


Renato P. Venâncio

Possui graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica - RJ (1982), mestrado pela Universidade de São Paulo (1988), doutorado pela Universidade de Paris IV - Sorbonne (1993) e pós-doutorado pela Universidade de São Paulo (2005). É professor na Universidade Federal de Minas Gerais-UFMG, assim como Pesquisador do CNPq. Entre 2004-2008 foi Consultor Científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). Entre 2005 e 2008 dirigiu o Arquivo Público Mineiro, também atuando como Editor da Revista do Arquivo Público Mineiro. Entre 2007-2008 foi Consultor Científico da UNESCO, no Comitê Nacional Memória do Mundo. Entre 2006-2008 foi membro da Seção Brasileira da Comissão Luso-Brasileira para Salvaguarda e Divulgação do Patrimônio Documental - COLUSO-Conarq/Arquivo Nacional. Foi, ainda, responsável pela coordenação da implantação do Sistema Integrado de Acesso do Arquivo Público Mineiro (SIA-APM) http://www.siaapm.cultura.mg.gov.br/. Atualmente desenvolve pesquisa a respeito da legislação arquivistica, financiada pelo CNPq-Bolsa Produtividade, e coordena a Diretoria de Arquivos Institucionais da UFMG.

 

 

Rogéria Cristina Alves

Graduada em História pela Universidade Federal de Ouro Preto e Mestre em História Social da Cultura pelo programa de pós-graduação em História, da Universidade Federal de Minas Gerais. Concluiu o mestrado em setembro de 2011, com a apresentação da dissertação intitulada de "Mosaico de Forros": formas de ascensão social e econômica entre os alforriados - Mariana (1727 a 1838). Foi bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), em projetos de iniciação científica e também durante o mestrado.Trabalhou com a conservação, leitura e digitalização de documentos históricos do século XVIII. Possui experiência na área de ensino da história, tendo lecionado em cursinho pré-vestibular, para o ensino fundamental e superior. Pesquisa a História do Brasil Colonial, em especial a temática da escravidão. Atualmente tem pesquisado também a História da África pós-colonial. Possui artigos e transcrições paleográficas publicadas em periódicos de língua portuguesa. É analista educacional na Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais e cursa o terceiro período do curso de especialização em Inspeção Escolar, pelo Centro Universitário UNINTER.

 


Terezinha de Fátima Carvalho de Souza

Bibliotecária, com mestrado e doutorado em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais, tendo desenvolvido pesquisas nas áreas de informação para negócios, fontes de informação e arqueologia da informação. Tem interesse nas áreas de gestão e análise da informação, comunicação científica e análise do discurso. É professora adjunta da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. Membro do grupo de pesquisa: Núcleo de Estudos das Mediações e Usos Sociais dos Saberes e Informações em Ambientes Digitais (NEMUSAD).

 


Welder Antônio Silva

Doutorando em Ciência da Informação (UFMG), Mestre em Ciência da Informação (UFF/IBICT), Especialista em Gestão da Informação e Inteligência Competitiva (UNESA) e Bacharel em Arquivologia (UNIRIO). É Analista Legislativo - Arquivista - da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) e Professor do Curso de Arquivologia e da Especialização em Gestão Estratégica da Informação, da Escola de Ciência da Informação, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

 

 

Wendell Lopes de Assis

Formado em Arquivologia pela Universidade de Brasília - UNB e Cursando a especialização no nível de mestrado na Escola de Ciência da Informação da Universidade de Minas Gerais UFMG.

Atuação Profissional. Foi técnico Administrativo da Polícia Federal, no arquivo da Coordenação-Geral de Controle de Segurança Privada, em 2004; Analista em Administração Pública, especialidade arquivologia, no Governo do Distrito Federal, em 2008; e atualmente é Analista Legislativo, especialidade arquivologia, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais na Gerência de Memória Institucional; desde 2009.